domingo, 3 de abril de 2011

Que trem danado sô!

Bloqueio foi principal arma do time paulista na vitória que
as classificou para as semi-finais.
O Minas tentou, mas ainda não foi dessa vez. Por 3 sets a 0, o Pinheiros fez 2x1 na série e eliminou o último dos times mineiros ainda vivo na competição. O Pinheiros estudou bem e soube marcar as principais jogadas das adversárias. Uma grande atuação das paulistas, com pequenas falhas. É nítida a principal arma do Pinheiros: as ponteiras. O time depende delas pra jogar bem, se uma joga mal, o time não rende. Ju Costa iniciou muito mal. Bom trabalho do time mineiro, que percebeu como aniquilar uma das principais jogadoras adversárias. Mas elas são truqueiras, tem arte-manhas! Bloqueios explorados, velocidade. Grande atuação de Soninha, inclusive no bloqueio e merecidamente VivaVôlei. O trabalho do bloqueio deve ser enaltecido, todas as jogadoras do Pinheiros trabalharam bem, amortecendo, parando o ataque adversário. Suelen não teve grande atuação. Alguns erros de passe ilustraram isso. Sem destaques individuais, o Pinheiros fez seu melhor, jogou como grupo. Assim, é difícil vencê-las.

Em 5º Lugar, Usiminas/Minas 

Herrera não conseguiu se livrar de marcação intensa
do Pinheiros
Toda batalha tem um vitorioso e um derrotado, infelizmente. Dessa vez foi a equipe do Minas. Composta por grandes jogadoras sim, mas isso não foi suficiente para vencer o Pinheiros. Totalmente marcadas, as principais atacantes do Minas não tiveram grande atuação. Herrera e Fawcett marcaram apenas 8 e 7 pontos respectivamente. Herrera é a típica cubana, ataca na pancada. Não sabe largar nem usar mãos de fora com eficiência. E o bloqueio do Pinheiros ficava lá, paradinho esperando a pancada. Então, as levantadoras perceberam por onde era o jogo: meio! Renata e Natasha mais uma vez se destacaram pelo time mineiro e foram as maiores pontuadoras de sua equipe. Renata surpreendeu mesmo! Veloz, encarava bloqueio constantemente e virava. Já Natasha, parecia ter sua china decorada pelo time mineiro. E não é pra menos! Com a má atuação das ponteiras, ela era a bola de segurança na rede de 2. O que não tirou a eficiência da maior bloqueadora da partida com 5 pontos. Michelle, com respeito à ela, é o ponto fraco do time no ataque. Não é jogadora de definição, o Pinheiros soube disso. Quanto às levantadoras, no primeiro set, Claudinha foi chicotiada pela recepção fraca do Minas. Mas no segundo, ela simplesmente não esteve bem. E Jarbas demorou muito para substituí-la! Camila entrou bem, naquele momento e deu velocidade ao jogo. Mas o Pinheiros já tinha aberto 4 pontos e não conseguiu buscar. No terceiro, o Minas parecia abatido! A entrada de Silvana não surtiu efeito algum no ataque. Bolas pra fora, bloqueada, defendida. Mas ela foi bem na recepção e o técnico optou por deixá-la em quadra. Aí eu pergunto: por que não Ingrid? Virou quando acionada, recepcionou bem, por que não deixá-la em quadra no lugar de Michelle? Jarbas vacilou, ela entrou bem quando solicitada. E foi justamente nesse 3º set, com um Minas entregue, que ela veio do banco mostrando garra. E vejam, que surpreendente, o Minas se aproximou no placar com a entrada de uma pequenina, a líbero Sophia. Ela forçou o saque, pontuou e fez uma defesa belíssima, era tudo que o Minas precisava, de atitude. Mas era tarde demais! E o Pinheiros fez por merecer, a vaga na semi-final. Mas parabéns ao Minas, que resistiu, que lutou, que conseguiu os três jogos, simplesmente não deu. Parabéns a esse clube que já revelou talentos como Fabiana, que investiu em jogadoras como Sheilla , Thaisa, Ana Tiemi e Joycinha, parabéns à Usiminas por apoiar essa grande equipe, parabéns ao Minas Tênis Clube pela sua importância no vôlei nacional. Até ano que vem Minas, não pode haver Superliga sem vocês...

Pinheiros 3 x 0 Minas (25x15, 25x22, 25x22)
Maiores Pontuadoras: Soninha (12) o Pinheiros e Renata (12) do Minas
Troféu VivaVôlei: Soninha, ponteira do Pinheiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário